Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ora, há que começar por dizer que é raro uma palavra poder ser traduzida por uma só palavra noutra língua. Muitas vezes, a uma palavra corresponde uma expressão (e vice-versa). É possível imaginar casos em que o tradutor tem de escrever um parágrafo inteiro para traduzir uma só palavra. Outras vezes, uma frase inteira pode ser traduzida por uma só palavra.

Dito isto, e tendo em conta o que disse no primeiro post deste blog (não existem palavras intraduzíveis), desafio quem julgar ter encontrado a mítica Palavra Intraduzível para pensar no seguinte: consegue explicar o significado dessa palavra? É provável que consiga. Descreva o significado o melhor possível, usando todas as palavras que quiser.

Pois bem, agora traduza essa descrição para a língua que desejar. Pronto: a palavra intraduzível está traduzida! E, provavelmente, um tradutor experiente conseguiria traduzir usando muito menos palavras — e, seja como for, a tal Palavra (aparentemente) Intraduzível, se estiver integrada numa frase, irá ter um significado mais preciso e mais facilmente traduzível.

Sim, é verdade: traduzir é muito difícil. Mas nunca é impossível.

Não acredito em palavras intraduzíveis. Não posso provar que não existam (ninguém pode provar que X não exista nalgum ponto do universo), mas considero-as tão improváveis como um unicórnio voador. E julgo não errar muito se disser que não há ninguém no mundo que tenha encontrado um desses unicórnios ou uma dessas palavras.


Como podemos definir uma palavra intraduzível? Ora, tendo em conta que uma palavra só ganha verdadeiro sentido quando integrada num texto ou, pelo menos, numa frase (com o contexto incluído, se faz favor), definiria uma frase intraduzível como: uma frase em determinada língua que explica um aspecto da realidade que está para sempre fora do alcance da compreensão dos falantes de outra língua [1]. 

O que veríamos se encontrássemos duas pessoas a usar a tal frase intraduzível? Veríamos algo assim: um dos falantes diz a mítica frase; o outro abre os olhos e vemos surgir na sua face a expressão inconfundível da súbita compreensão de qualquer coisa que não se percebia antes. Perguntamos aos dois falantes o que estão a discutir. Olham para nós, esforçam-se um bocado, e acabam por encolher os ombros. Conseguem explicar na sua língua, mas não conseguem traduzir para nenhuma outra língua. A tradução das palavras intraduzíveis é apenas e só o silêncio.

Como vêem, não podemos dizer com certeza absoluta que tal coisa seja impossível, mas é tão improvável como um unicórnio voador.

[1] Os aspectos da realidade de que falo aqui podem incluir a realidade cultural de qualquer povo. Longe de ser intraduzível, podemos sempre explicar essa realidade cultural a outros povos.

publicado às 12:07


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Calendário

Setembro 2022

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
252627282930

Pesquisar

  Pesquisar no Blog