Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




É tão fácil cair na tentação de bater na ciência. A Sábado publicou um artigo quase humorístico sobre estudos científicos que defendem teses opostas (Sábado, n.º 486, pp. 70-72). Ou seja, a jornalista pega numa ideia comum muito difundida ("os cientistas hoje dizem uma coisa, amanhã outra — logo, não podemos confiar na ciência") e quer confirmá-la, divertindo os leitores à custa dos doidos dos cientistas. Estes, para quem lê o artigo, parecem baratas-tontas à procura de respostas, sem nunca as encontrar (o que até tem um fundo de verdade, mas não da forma que a jornalista pensa). Bater na ciência é fácil, porque a ignorância científica fica reconfortada ("afinal, não sou ignorante; estes cientistas é que não percebem nada").

 

Sim, é verdade que é possível encontrar estudos para todos os gostos. Por isso é que a verdadeira ciência obriga a estudos replicáveis, nunca se baseia num só estudo para chegar a conclusões, exige uma série de estudos de confirmação para que uma nova teoria seja aceite pela comunidade científica, sabe que há sempre estudos atípicos, há estudos bem-feitos e estudos mal-feitos, e por aí fora.

 

O que um jornalista poderia fazer era pegar num dos tópicos referidos neste artigo e analisar os vários estudos, perceber quais são os melhores, que meta-análises se fizeram, quais são as conclusões mais sólidas a que podemos chegar neste momento (se as houver), o que diz a comunidade científica sobre o assunto, quais as razões para estes resultados díspares, terá havido problemas nas experiências contraditórias, etc.

 

Podia até escrever um artigo semelhante, com estes exemplos, mas que explicasse por que razão estes resultados contraditórios aparecem e que métodos usa a ciência para progredir neste emaranhado. Porque a ciência consegue progredir. Quem a ignora (e faz gala disso) é que não sabe o que perde.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:42



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mais sobre mim

foto do autor


Um livro deste blogue...

Doze Segredos da Língua Portuguesa
[Mais informações nesta página.] DOZE SEGREDOS DA LÍNGUA PORTUGUESA

Calendário

Agosto 2013

D S T Q Q S S
123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Pesquisar

  Pesquisar no Blog