Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Livros & Outras Manias

Livros & Outras Manias

13
Jan14

¶ Pais de meninas e filhos mais velhos, acalmem lá o ego, s.f.f.

Marco Neves

Sou pai dum menino e filho mais velho dos meus pais e, assim, de acordo com os últimos estudos (sobre a beleza dos progenitores das meninas e sobre a inteligência dos irmãos mais velhos) que andam por aí na boca do mundo, devo ser um bocado para o mal parecido e bastante inteligente. Alguns amigos meus concordarão e tendo a aceitar a primeira afirmação, mas quanto à segunda digo já que não concordo. 

 

Mas, sim, foram divulgados estudos em que parece haver uma correlação entre a beleza dos pais e o nascimento de meninas (pais mais bonitos, mais meninas) e outro em que surge uma correlação entre ser filho mais velho e ser inteligente.

 

Ora, não é preciso ir ver os estudos (mas façam-no, por amor de Deus), para dizer o seguinte:

 

a) Isto são estudos isolados. Estas verdades científicas, que são sempre provisórias, surgem através de estudos repetidos, depois de muita crítica e muita análise — um estudo isolado muito raramente quer dizer alguma coisa de muito sólido. Para um jornalista, claro, os estudos isolados são sempre mais interessantes, porque é sempre possível encontrar um estudo maluco que afirma qualquer coisa. Mas a ciência não se faz de estudos isolados, mas de muita paciência, muita hesitação, e estudos constantes ao longo de décadas. Se quiserem uma imagem desportiva, isto é como na ginástica olímpica, em que a nota final é a média das notas dos juízes, excluindo a nota mais baixa e a nota mais alta. Ora, o jornalismo de ciência, muitas vezes, concentra-se exactamente na "nota mais alta" dos vários estudos sobre determinada realidade.

 

b) Mesmo que tudo isto seja verdade, isto são análises estatísticas, provavelmente muito pouco significativas. Por exemplo (e não estou a ler o estudo) o estudo sobre os pais das meninas provavelmente diz algo do género: "no grupo de pais considerados 'belos' pelo grupo de avaliação há 53% de nascimentos de meninas, enquanto no grupo de pais considerados "feios" há 49%". Como vos disse, estou a inventar os números, porque o que interessa aqui é o princípio: estas minudências estatísticas não nos devem fazer dizer que, se tens uma filha, és bonito. Isso é estupidez.

 

Por outro lado, o facto de alguém conhecer um pai de um menino que é bom como o milho não invalida, de todo o estudo. Um caso é um caso, isto são estudos estatísticos. Este artigo diz, como se fosse uma crítica válida ao estudo, que o mesmo não explica como Gisele Bündchen, que ninguém acha feia, teve um filho. Ó amigos, o estudo é sobre tendências, não afirma propriamente que "mulheres bonitas só podem ter meninas". Há uma grande diferença entre "há uma tendência para X" e "só pode acontecer X".

 

(Já agora, a questão dos filhos mais velhos está já mais estudada do que a questão dos pais das meninas. Só para saberem...)

 

Mas, pronto, isto é uma das minhas manias: arrancar cabelos pela forma absurda como as pessoas entendem a ciência. A culpa não é das pessoas, mas eu tenho estas manias irritantes, para lá dos livros...

 

(Já agora, na pré-história deste blog, lembro-me de ter falado do assunto.)

 

E porque falámos da Gisele, pronto, fica aqui a parte gráfica deste post, para não ser completamente desinteressante:

 

 

Fonte: http://commons.wikimedia.org/wiki/File:Gisele_B%C3%BCndchen_2006.jpg

 

Mais sobre mim

foto do autor

Calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031